BA Day 2018 - Entrevista Eduardo Ginez, Gustavo Toledo e Tiago Freitas

Relato de Empresa

 

Case APP Vida e Previdência Porto Seguro

 
   
 
Freitas, GInez e Toledo
Eduardo Ginez, Gustavo Toledo e Tiago Freitas
 
   
 

Com o objetivo de conhecer um pouco mais sobre os palestrantes que participarão do BA-DAY 2018 resolvemos fazer algumas perguntas para eles. Confira abaixo as respostas. 

P: Em sua experiência, quais foram as principais dificuldades encontradas em aplicar os conceitos de agilidade em sua organização?

Freitas, Ginez e Toledo: Culturalmente, a estrutura de desenvolvimento é muito pautada em metodologias burocráticas que visam resguardar futuros questionamentos. Quebrar este paradigma e embarcar todos com contexto de time com a mesma responsabilidade e autonomia foi um dos grandes desafios. Uma metodologia ágil necessita que o time tenha confiança em seus integrantes, pois ter a mesma responsabilidade e autonomia necessita dividir as tarefas, complementar a atividade do outro, discutir e decidir pelo melhor para o projeto, sem interferência do ego ou do peso do crachá, e sem confiança no trabalho da equipe fica bem difícil de funcionar este modelo na prática.

P: Na sua opinião, qual o maior desafio para um Analista de Negócio ao atuar na perspectiva Ágil?

Freitas, Ginez e Toledo: Sem dúvidas o maior desafio é a atuação numa abordagem em "T-Shaped" que consiste numa atuação e conhecimento multidisciplinar (parte horizontal do T), o que o auxiliará na velocidade de decisões e colaboração no grupo, porém sem perder o comprometimento com sua área específica de atuação, onde o ajudará a ser protagonista nas criações/definições, (representado pela parte vertical do T). Outro ponto é o desprendimento de métodos burocráticos. Para a abordagem descrita acima o Analista de Negócio precisa se libertar dos seus limites, ele tem um papel importante pois faz a ligação entre o P.O. e os técnicos, mas precisa se desprender e atuar onde precisa, seja na escrita de histórias, na definição do plano ou execução dos testes, no desenho de uma tela, enfim, precisa ajudar a garantir a entrega.

P: Qual sugestão você daria para uma empresa que estivesse iniciando um projeto utilizando métodos Ágeis?

Freitas, Ginez e Toledo: Fazer um projeto relevante para empresa como piloto e avaliar seus benefícios, comparando com os demais projetos desenvolvidos em métodos tradicionais. Escolhendo profissionais com o perfil adequado para garantir o sucesso da entrega.

P: Qual foi a maior lição que você teve no último ano?

Freitas, Ginez e Toledo: O método ágil trouxe resultados imediatos onde atualmente estamos gastando menos e realizando mais e melhor. Vale a pena a disruptura. E precisamos mudar, precisamos fazer diferente pois o mundo está mudando e não podemos ficar parados.

P: Alerta de spoiler: Por favor, você poderia adiantar e nos descrever algum ponto de sua palestra para o BA-DAY 2018?

Freitas, Ginez e Toledo: Bem, a ideia é contar um pouco como foi a execução do primeiro projeto verdadeiramente ágil dentro da área de Projetos Vida e Previdência, uma visão de negócio e não de TI de como foi conduzido o projeto e quais os resultados apresentados.

 



 

Adicionar comentário








Fale Conosco

Sua opinião e muito importante para nós. Envie seu feedback para o IIBA.BR

Saiba mais...

IIBA no mundo

Conheça um pouco mais sobre o IIBA.


Saiba mais...

Artigo IIBA KPMG Nov/2016

Artigo IIBA e KPMG

Análises de negócios - posicionamento para o sucesso

Saiba mais...


Pesquisa Salarial 2017

Quem são e quanto ganham os analistas de negócios?

Saiba mais...


Home | Eventos | Artigos | Sobre o IIBA | Capítulos Nacionais | Fale conosco
Copyright 2012 IIBA.br - www.iiba.org.br
design.zer0
desenvolvido.VINIT